Pedindo paz, a escola entra com muita garra na avenida e levanta a torcida

Por Fernanda Reis

A Unidos da Tijuca foi a segunda escola a se apresentar na avenida, neste domingo (22), no ensaio técnico do Carnaval 2023, na Sapucaí. A escola entrou por volta de 22h entoando o enredo “É onda que vai… É onda que vem. Serei a Baía de Todos os Santos a se mirar no samba da minha terra”, do carnavalesco Jack Vasconcelos. 

O solo sagrado foi tomado pelas cores amarelo-ouro e azul-pavão e a torcida marcou presença nas arquibancadas. “Tijuca faz esse meu sonho acontecer”, pedia a Torcida DNA Tijucano junto com as outras que garantiram a animação, segurando o samba na mão e no gogó.

Torcida DNA Tijucano (Reprodução Natália Rocha)


Na voz, os intérpretes Wantuir e Wictoria Tavares, pai e filha no comando do carro de som, clamam um banho de axé para purificar nas águas de Oxalá. Carinhosamente chamada de Wic, foi oficializada como intérprete no ano passado e se destacou cantando o samba campeão da Tijuca. A agremiação trouxe o poder dos elementos fundamentados no sincretismo religioso, evidenciando a força dos orixás através dos costumes e influência da matriz africana.  

Pura Cadência, Bateria da Unidos da Tijuca (Reprodução Gabriellen Ribeiro)

O desfile deste ano vai marcar a décima sexta participação do mestre Casagrande à frente da bateria da escola do Morro do Borel, que trouxe a cantora Lexa como rainha de bateria da escola, esteve presente com muito samba no pé mostrando que o carnaval está no sangue da família. Conhecida por se entregar muito nos ensaios e dar um show de simpatia Lexa falou com a equipe do Portal Samba Carioca Madu definindo sua noite como “Muito feliz”


A novidade deste ano está no casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira. Matheus André, antes como segundo mestre-sala, agora atua como o principal defensor do pavilhão, ao lado de Denadir Garcia, desfilando novamente como 1º Porta Bandeira. Denadir contou pra nossa equipe sobre a preparação para o dia especial que envolve alimentação leve e momentos de silencio.

É uma felicidade muito grande pra mim, o sonho de todo mestre sala é virar primeiro, e o meu está se realizando hoje, depois de sete anos de escola, e eu fico muito feliz com essa parceria – afirmou Matheus André

É uma felicidade muito grande pra mim, o sonho de todo mestre sala é virar primeiro, e o meu está se realizando hoje, depois de sete anos de escola, e eu fico muito feliz com essa parceria – contou Denadir Garcia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s