Chega ao Rio nova carga com respiradores, aparelhos para UTI e EPIs comprados pela Prefeitura ano passado, antes da pandemia

Equipamentos chegam da China para a Prefeitura do Rio. Foto: Edvaldo Reis / Prefeitura Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, recebeu na madrugada desta segunda-feira (08/06), no Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão, novos 162 respiradores dos 726 comprados na China. Essa nova leva chegou em uma mais um voo da LATAM, às 3h30.

– Com mais esses 162 respiradores, poderemos equipar ainda mais a nossa rede municipal de saúde e abrir mais leitos (já foram 1.252 abertos desde o início da pandemia). E vamos poder ajudar outras cidades e outras redes de saúde – afirmou o prefeito.

O novo lote que chegou à cidade contém, além dos 162 respiradores, 120 monitores, indispensáveis para equipar UTIs. Uma grande quantidade de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) também desembarcou: são mais de 440 mil máscaras N95 e 600 mil toucas.

As unidades da rede já estão abastecidas com EPIs – o que proporciona segurança e condições de trabalho aos profissionais de saúde, assim como atendimento adequado aos pacientes. A nova remessa garante que o município mantenha estoques suficientes para o enfrentamento de todas as etapas desta crise sanitária.

Até agora, já chegaram respiradores, carrinhos de anestesia, tomógrafos – que são imprescindíveis para detectar a doença logo em seu início e proporcionar mais agilidade e cuidados na cura da Covid-19 – e mais de 1,5 milhão de máscaras. Também chegaram ao município 110 aparelhos de Raio X digital e 20 autoclaves de 100 litros.

Ao todo, são 160 toneladas de equipamentos. O investimento da Prefeitura é de R$ 370 milhões na renovação do parque tecnológico das unidades de saúde da rede municipal. Foram comprados mais de 18 mil itens, entre eles 27 tomógrafos.

Leitos abertos e tomógrafos por toda a cidade

A chegada desses novos equipamentos permitiu que a Prefeitura do Rio aumentasse a capacidade de acolhimento de pacientes infectados pelo novo coronavírus. Já foram abertos 1.252 leitos exclusivos para o tratamento da Covid-19*, desde o início da pandemia. Deste total, 248 são leitos de UTI.

Atualmente, o número de leitos é superior à demanda por vagas para tratamento da doença. Com isso, não há mais fila de espera para transferências e as pessoas que precisam de um leito têm vaga garantida.

O prefeito tem feito uma série de entregas de tomógrafos em diferentes pontos do Rio, como parte da estratégia para ampliar o combate ao novo coronavírus e reforçar a proteção da população contra a Covid-19.

Já foram instalados 10 tomógrafos em centros de imagens em comunidades e centros municipais de saúde em áreas populosas e com menor oferta de equipamentos hospitalares, além de um aparelho no Hospital de Campanha, no Riocentro. A iniciativa é parte da estratégia de combate à pandemia.

Ajuda ao Estado e a outra cidade

A aquisição dos kits de UTI — composto por respiradores e monitores — permitiu que a Prefeitura cedesse, no dia 22/05, 16 equipamentos para o Hospital Universitário Pedro Ernesto, do governo estadual, contribuindo para a ampliação da oferta de leitos de UTI para a população da cidade. Na semana passada, outros dez foram cedidos para ajudar no combate ao novo coronavírus em Mangaratiba, na Costa Verde.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s