Álbum com sambas de enredo do Rio Carnaval 2023 chega ao streaming a partir de sábado

Historicamente procurado nas prateleiras das lojas nesta época do ano, o álbum com os sambas-enredo do próximo Carnaval do Rio de Janeiro começará a ser disponibilizado nas plataformas de streaming a partir de sábado, 12. Pelo segundo ano consecutivo, as obras escolhidas para embalar os desfiles do Grupo Especial na Marquês de Sapucaí poderão ser encontradas, de maneira oficial, no Spotify, Deezer e outros serviços de música — além das vendas em versão CD físico, para colecionadores, a partir de dezembro.
 


Assim como na temporada passada, a liberação das faixas do álbum será feita semanalmente, em conjunto com a exibição do programa “Seleção do Samba”, da TV Globo, que estreia no sábado. Com isso, as primeiras escolas a terem as gravações oficiais de seus sambas disponíveis na internet serão Paraíso do Tuiuti, Vila Isabel, Salgueiro e Portela, que estrelam a edição de estreia da atração. Ela conta como cada agremiação escolheu os versos que levará para a Avenida.
 
Já na manhã de sexta-feira, 11, usuários das plataformas de música poderão realizar o “pré-save” do álbum. Nos próximos sábados, sempre após o programa “Altas Horas”, será possível ver a festa das outras comunidades na TV e ouvir o que resultou delas na internet.
 
O segundo programa, no dia 19, trará os bastidores e os sambas de Império Serrano, Viradouro, Imperatriz e Mangueira. Já no dia 26 será a vez de Unidos da Tijuca, Mocidade, Grande Rio e Beija-Flor. 



 
Destaque para intérpretes e grandes estrelas
 
A produção do álbum foi feita pelo consagrado instrumentista Alceu Maia, um dos maiores cavaquinistas do país atuante em produções de centenas de artistas brasileiros. Na Liga Independente das Escolas de Samba do Rio (Liesa), a coordenação da produção ficou sob responsabilidade de Hélio Motta, vice-presidente da entidade.
 
As gravações aconteceram no estúdio da Companhia dos Técnicos, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. Ao longo do mês de outubro, os trabalhos contaram com a participação de um time pesado de músicos, técnicos, produtores e arranjadores. O tratamento final exalta a maneira como os intérpretes de cada escola entoam as composições.
 
— Fizemos um disco de estúdio, mais limpo, para apresentar os sambas a quem não conhece ainda. É o nosso cartão de visitas diante de ouvintes no mundo inteiro, sem deixar de focar também no público que mais consome o espetáculo, apaixonado pela festa e que a acompanha o ano todo — diz Motta.
 
A produção do álbum também garantiu destaque para grandes estrelas e imagens icônicas do espetáculo, eternizadas na capa e na contracapa do CD.
 
É o caso do ator e modelo Demerson D’Alvaro, da Grande Rio, que interpretou o orixá Exu na comissão de frente da escola campeã do Carnaval passado. Ele aparece na foto da capa, ladeado pelas cores de todas as agremiações — nova forma de representá-la nesse espaço, geralmente dedicado exclusivamente à vitoriosa da temporada anterior. Selminha Sorriso, porta-bandeira da atual vice-campeã Beija-Flor, estampa o verso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s