Premiado mestre de bateria, Washington Paz prepara novidades para a ‘Swing Universal’

Nome renomado entre os mestres de bateria do Carnaval Carioca, Washington Paz prepara novidades para a estreia no comando da bateria “Swing Universal”, na Acadêmicos da Diversidade, agremiação do Grupo Prata da Intendente Magalhães. Movido a desafios, o detentor de 17 prêmios nas categorias de “melhor bateria” e “bateria revelação”, ele promete levar muita musicalidade e integração com o público da Passarela do Samba da Zona Norte carioca.

“Eu sempre procuro trazer um atrativo a mais para o público e principalmente da comunicação com a arquibancada. Essa troca é importante tanto para o público quanto para o componente. Não temos medo de arriscar pois fazemos parte do maior espetáculo da terra, então temos que pensar grande. Realizar o inesperado e sem medo de ser feliz”, destaca o mestre.

Washington também revela que tem inserido junto com a sua equipe novas metodologias de trabalho para o próximo desfile. Com vasta experiência no comando de uma bateria após 18 anos na Baixada Fluminense, Washington também é conhecido por ser um defensor das escolinhas de ritmo junto às agremiações.

“Hoje uma grande parte dos profissionais que estão no cenário do carnaval vem de escolas mirins. O carnaval não tem tanto espaço nas rádios como antigamente e isso acaba distanciando os mais jovens, pois acabam tendo interesse por outros gêneros como sertanejo, axé e outros. Eu sou cria das escolas mirins e considero importante esse movimento”, afirma Washington.

Todo trabalho poderá ser acompanhado de perto no desfile do dia 29 de abril. A  Acadêmicos da Diversidade será a 9ª escola a pisar forte na avenida da Intendente Magalhães com o enredo “Os Guardiões Indígenas da Floresta Natural – Salve Oxóssi e a Preservação ambiental“, desenvolvido pelo carnavalesco Ismael Costa e Evandro Sebastian.

Mais sobre Washington Paz

Eterno ritmista e fruto das escolas mirins Inocentes da Caprichosos, Corações Unidos do Ciep, Império do Futuro e Miúda da Cabuçu, Washington Paz viu na música aos 7 anos de idade a oportunidade de escrever capítulos diferentes de muitos amigos da comunidade onde morava. De uma família de músicos, os primeiros passos foram na Caprichosos de Pilares, agremiação que é celeiro de muitos bambas como os mestres de bateria Paulinho Botelho e Rodnei (Beija- Flor), além de Carlinhos de Pilares, Jackson e da nova geração de intérpretes como Zé Paulo Sierra (atual campeão pela Viradouro) e Thiago Brito ( hoje intérprete da Acadêmicos da Diversidade).

Paz também adquiriu experiência como diretor de bateria de várias agremiações, no Rio de Janeiro, São Paulo e Vitória. Escolas como Renascer de Jacarepaguá, Portela, Grande Rio, Caprichosos de Pilares, Camisa Verde e Branco, Jucutuquara, Mug e Acadêmicos do Salgueiro (na época da Furiosa com mestre Marcão). Atualmente, Washington é diretor de bateria na escola Paraíso do Tuiuti.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s