Fórum carioca de blocos defende “Carnaval Seguro”


O grupo formado por seis associações de blocos e bandas do Carnaval de rua do Rio de Janeiro busca a realização do evento apenas após a distribuição da vacina a grande parte da população, o que tornaria possível a aglomeração de pessoas, típica da festa.
Com o objetivo de deliberar os melhores caminhos para a viabilização do Carnaval 2021 em meio à pandemia do novo Coronavírus, o Fórum nasceu da união da união das principais associações e blocos de rua do Rio: Sebastiana, Zé Pereira, Sambare, João Nogueira, Cordão do Bola Preta, Coreto e Carnafolia. 
Para a presidente da Carnafolia – associação que compreende os blocos do Rio Comprido, Vila Isabel, Tijuca, Grajaú e Andaraí – Márcia Rossi, mais do que o calendário ou data em que será celebrada o evento, é momento de prezar pela saúde de todos em primeiro lugar, dos organizadores aos foliões. “Atenderemos às recomendações e exigências dos órgãos de Saúde competentes, em especial as diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS)”, destaca. “Portanto, seria irresponsável qualquer festejo antes de imunizar a população”, explica Márcia. 

___Marcia Rossi é presidente do “7 de Paus”, tradicional bloco do bairro de Vila Isabel e também fundadora do projeto “Mulheres Brilhantes”, que incentiva e apoia empreendedoras de várias localidades do município do Rio de Janeiro na luta pelo empoderamento feminino.


Assessoria de ImprensaNatália Arueira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s